Advogado e ex-deputado Carlos Augusto assume cargo técnico no Estado visando ao Desenvolvimento do Estado.


O Advogado de Parnamirim, ex-vereador e deputado Estadual, Dr. Carlos Augusto Maia assumiu, a convite da Governadora Fátima Bezerra, a Junta Comercial do Estado do Rio Grande do Norte-JUCERN.

O Advogado Carlos Augusto tomou posse no importante órgão de fomento à economia do Rio Grande do Norte, a Junta Comercial do Estado do Rio Grande do Norte (Jucern) na manhã desta quarta-feira (27).

Antenor Roberto, que representou a governadora Fátima Bezerra, no auditório da Jucern, afirmou a necessidade de buscar parcerias visando o crescimento do Estado. “Precisamos discutir, não só as dificuldades fiscais, mas o desenvolvimento e a busca de alternativas para que o nosso povo, nessa crise, possa lograr também postos de emprego. Daí o relacionamento que a governadora está buscando junto ao setor empresarial, no qual a Jucern tem esse papel de dinamizar a nossa economia”, enfatizou.

Em seu pronunciamento, Carlos Augusto Maia destacou o papel estratégico do órgão: “Sonhamos com uma Junta que seja responsável por fomentar a economia, que seja uma indutora do desenvolvimento do Estado. Assim, buscarei junto com Daltro, diretoria e demais vogais fazer uma administração de muita responsabilidade, visibilidade e moralidade assim como está previsto na nossa constituição”, ressaltou. Ele disse ainda que pretende realizar um resgate da memória do comércio, em parcerias com outras instituições para fazer o Museu do Comércio do Rio Grande Norte.

Foram empossados, ainda, Daltro Freire de Paiva (vice-presidente) e mais três coordenadores: Éden Lopes (administrativo), Geniza Sarmento (registro de comércio) e José Ednarto Rego (finanças). Também tomaram posse 11 Vogais que representam de várias entidades do setor produtivo comercial: Conselho de Contabilidade do RN (CRC/RN); Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/RN); Organização dos Sindicatos das Cooperativas do RN (OCE/RN); Associação Comercial e Empresarial do RN (ACRN); Federação das Indústrias do RN (FIERN); e Federação do Comércio de Bens, Serviços, Turismo do Estado do RN (Fecomercio).

Sobre a Jucern

Autarquia estadual, a Junta Comercial do Estado do Rio Grande do Norte foi fundada há mais de cem anos, em 1899. Resumidamente, sua finalidade é a execução e administração, no âmbito estadual, dos serviços de registro público de empresas, incentivando a regularização e à abertura de novos estabelecimentos. Nos últimos anos, o processo de abertura de uma empresa caiu de 200 dias para 24 horas no RN, quando a Jucern inaugurou o Escritório do Empreendedor que reúne em um único espaço todos os serviços necessários à abertura de uma empresa. A ação tem contribuído diretamente para a geração de empregos formais.

Anúncios

CRESCE O NOME DE AIRENE PAIVA COMO PRÉ-CANDIDATO A PREFEITO DE PARNAMIRIM

Em Parnamirim os bastidores da política local começa a ferver. O que se fala em rodas de política, é o nome de Airene Paiva como um nome de consenso para chapa da oposição em 2020. Airene tem a marca da seriedade e honestidade.

Quem é Airene Paiva?

Airene Paiva, 51 anos, é natural de Rafael Godeiro/RN, Bacharel em Direito, formado pela Universidade Estadual do Rio Grande do Norte, Notário e Registrador na cidade de Parnamirim/RN, Especialista em Direito Registral Imobiliário pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – PUC Minas, Doutorando em Sociedad Democrática, Estado y Derecho pela Universidad Del País Vasco- UPV – Espanha. Foi seminarista, concluiu os Estudos Filosóficos no ITER – Instituto de Teologia do Recife/PE, período onde atuou na ACR-Animação dos Cristãos no Meio Rural, no projeto do VER-JULGAR-AGIR, elaborado pelo cardeal belga e apóstolo dos trabalhadores Joseph Cardin. Foi presidente da Associação dos Notários e Registradores do Rio Grande do Norte, atualmente é um dos seus diretores, É membro atual da CNB – Confederação dos Notários do Brasil, com sede em Brasília. É filiado ao PCdoB e membro da Direção Estadual, com a atuação no município de Parnamirim e em todo RN. Atuou na UJS em Pernambuco, na década de 80, e também na Juventude Secundarista no RN. Foi candidato a Deputado Federal pelo partido em 2006, ficando na 5º suplência. É presidente do Instituto de Protesto de Títulos do Brasil, seção do RN.

VEREADORA NILDA PERCORRE O MUNICÍPIO E DENUNCIA A FALTA DA COLETA DO LIXO E FAZ ALERTA DEVIDO AS CHUVAS

Vereadora Professora Nilda, tem visitado desde dezembro varias vias públicas a pedido da população, constatando total abandono por falta do poder executivo de Parnamirim.

Sabemos, que a limpeza urbana é responsabilidade de todos, porém, a Vereadora cobra do poder Executivo de Parnamirim, a retirada e um cronograma de coleta de lixos sólidos e podas, para que a população possa contribuir de forma mais efetiva, com a limpeza urbana da nossa cidade.

A vereadora tem feito vários alertas, tendo em vista que o acúmulo de lixo contribui para a proliferação de insetos e doenças. No período chuvoso, a agência de vigilância em saúde do município deveria atuar com um plano de ação nos bairros mais influentes para contaminação, por meio de alagamentos ou lixos acumulados.51706773_2145746858838372_7510327904257966080_n

Começou errado: Senador Capitão Styvenson vai querer auxílio moradia de quase 40 mil reais.

Depois de se eleger Senador com discurso moralista, Styvenson já chega em Brasilia sem abrir mão do desmoralizante auxílio moradia.

Os Senadores eleitos que alegaram não ter condições financeiras de fazer sua própria mudança para Brasília solicitam uma modéstia ajuda, uma pequena bagatela de quase 40 mil reais.

Do Rio Grande do Norte nenhum abriu mão, mesmo cientes que isso é desmoralizante numa época de grande desemprego como essa.

Mais uma prova que falar é fácil, mas fazer…

48935133_2078482025564856_8799611863143809024_n

PELO 2° ANO CONSECUTIVO VEREADORA FATIVAN ALVES SE DESTACA COMO PARLAMENTAR MAIS ATUANTE DE PARNAMIRIM

A logos Assessoria e Pesquisas de Gestão em parceria com vários blogs, divulgou a lista dos agraciados ao 8° PRÊMIO DESTAQUE DA MÍDIA LOGOS, que serão agraciados com a comenda ” DESTAQUE DA MÍDIA LOGOS” evento esse que homenageia vereadores e secretários municipais de todos os municípios potiguares, alem de dezenas de cidades dos estados do Ceará, Paraíba e Pernambuco, pela atuação de destaque em seus municípios.

FATIVAN ALVES

Pelo segundo ano consecutivo a vereadora Fativan Alves se destaca como a parlamentar mais atuante de Parnamirim.

Fativan Alves será agraciada por sua ilibada idoneidade moral, por exercer o verdadeiro papel do legislativo fiscalizando os atos do poder executivo e pelos relevantes serviços prestados aos munícipes parnamirinenses.

” Agradeço pelo reconhecimento do nosso trabalho, estamos diariamente nas ruas, buscando soluções para os problemas existentes em nossa cidade. Essa atuação parlamentar de alto rendimento é fruto de uma equipe dedicada que assim como eu almeja uma cidade decente para o nosso povo.” ressaltou Fativan Alves

A festa de premiação, será dia 24 de novembro, nos salões da AABB da cidade de Alexandria no Oeste potiguar.

WhatsApp vai diminuir tempo para excluir mensagens

Em alguns casos, mensagem poderá ser lida pelo destinatário mesmo após apagada pelo remetente

Mensagem apagada no WhatsApp poderá ser lida em alguns casos, a partir de nova atualização do mensageiro — Foto: Aline Batista/TechTudo

O WhatsApp Beta atualizou a opção “apagar mensagem” para estabelecer novos limites ao destinatário, segundo divulgou o perfil WABetaInfo na última quinta-feira (11) via Twitter. A alteração restringe o tempo para uma conversa ser apagada após o recebimento: 13 horas, 8 minutos e 16 segundos. Ou seja, caso o destinatário não tenha recebido o pedido de exclusão dentro desse prazo, o conteúdo ainda poderá ser lido.

Isso é possível em casos em que o usuário fica com o celular desligado por um longo período de tempo ou sem sinal de Internet, por exemplo. Até o momento, o novo padrão não está disponível no aplicativo oficial – apenas na versão de testes. A expectativa é de que novidade chegue a todos os sistemas operacionais compatíveis, seja em smartphones Android e iPhone (iOS), como na versão web para Windows e macOS.

De acordo com o Twitter especializado em adiantar as novidades do WhatsApp, o objetivo seria proteger conteúdos antigos contra o abuso de alguns usuários, que usariam versões modificadas do app para apagar mensagens enviadas a semanas, meses ou até anos atrás. Dessa forma, eles infringiriam as políticas de privacidade da rede social. Apesar da mudança, a solicitação de exclusão pelo remetente permanece a mesma: 1 hora, 8 minutos e 16 segundos.

Vale lembrar que o recurso “apagar mensagem para todos” foi lançado oficialmente no final de outubro de 2017, após testes na plataforma Beta do mensageiro. Assim, a aplicação só poderia ser feita em compartilhamentos realizados a partir dessa data. No início, o prazo de cancelamento de um recado enviado era de até sete minutos. Posteriormente, em março deste ano, ele foi estendido para o limite atual. A função consegue reverter o envio de qualquer conteúdo pelo WhatsApp, como texto, fotos e arquivos transmitidos para outros usuários.

Globo, via Techtudo, WABetaInfo e Übergizmo

Governo decide manter início do horário de verão em 4 de novembro

Resultado de imagem para horario de verao

O governo decidiu nesta segunda-feira (15) que não vai adiar a data de início do horário de verão deste ano por causa do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). De acordo com o Palácio do Planalto, a data será mantida em 4 de novembro.

Na mesma data, estudantes de todo o país vão comparecer ao primeiro dia de provas do Enem. O segundo domingo de provas será em 11 de novembro.

Inicialmente, estava previsto um adiamento da data em duas semanas para evitar conflitos na realização das provas do Enem. A pedido do Ministério da Educação, o governo chegou a decidir adiar o início do horário de verão para 18 de novembro.

Agora, o Planalto optou por manter a data em 4 de novembro.

Normalmente, o programa tem início em outubro, mas já houve postergação para que a data não coincidisse com o segundo turno das eleições, no próximo dia 28.

Com informações da Folhapress.

10% das rodovias federais do RN estão em situação de péssima conservação

Resultado de imagem para estradas do rn

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) divulgou na última quarta-feira (10), a segunda edição do Índice de Condição da Manutenção (ICM). O levantamento apontou piora no estado de conservação das rodovias federais no Rio Grande do Norte.

De acordo com o estudo, 60% das BR’s que cortam o estado apresentam um bom estado de conservação. No entanto, na primeira edição do ICM divulgado em 2017, o índice no estado chegou a 79%.

A pesquisa mostra ainda que o percentual de rodovias federais com conservação péssima saltou de 3% para 10% neste último levantamento. O regular subiu de 12%, no ano passado, para 18% neste ano e o ruim de 6% para 11%.

No Brasil, dos 57,2 mil quilômetros de rodovias federais pavimentadas no Brasil, sob administração do Departamento, 59% apresentam bom estado de conservação. O percentual divulgado pelo órgão representa o total de 33,7 mil quilômetros. Os dados mostram ainda que 18% das rodovias estão em estado regular; 10%, ruim; e 13%, péssimo.

As rodovias em melhor estado de conservação, segundo o Dnit, estão no Distrito Federal, onde 87,1% da malha alcançou o percentual bom. Em seguida vem Roraima, com 84,7% das rodovias atingindo o percentual e a Paraíba com 79,1% das estradas sob supervisão do Dnit com o índice bom.

Do Jornal De Fato / Política em Foco

Apenas 3,3% dos estudantes brasileiros querem ser professores

Tânia Rêgo/Agência Brasil

“Meu sonho mesmo é dar aula para o ensino médio, pode ser em escola estadual, municipal ou particular”, diz Lucas dos Anjos Castro, 16 anos, estudante do 2º ano do ensino médio da Escola Estadual Professor Botelho Reis, em Leopoldina, Minas Gerais. “Eu me vejo como professor, igual aos meus, na correria, rodando para lá e para cá, entrando em uma sala e outra. É o que eu gosto”.

O sonho com a carreira docente, como o de Castro, é cada vez mais raro. De acordo com levantamento feito pelo Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional (Iede), com base nos dados do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa) de 2015, apenas 3,3% dos estudantes brasileiros de 15 anos querem ser professores. Quando se trata daqueles que querem ser professores em escolas, na educação básica, esse percentual cai para 2,4%.

Nesta segunda-feira (15), no Dia do Professor, a Agência Brasil, mostra as ideias de quem quer seguir a carreira docente e de professores que não abrem mão da profissão.

“Quando eu contei para a minha mãe, ela me disse: ‘você pode ganhar mal, como será o seu futuro?’ Eu falei que queria e que se eu não trabalhar no que quero, não vou ser feliz”, diz Castro.

Um dos professores que influenciou a decisão do estudante foi João Paulo de Araújo que, além de lecionar história na Escola Estadual Professor Botelho Reis, trabalha também na Escola Estadual Doutor Pompilio Guimarães e no Colégio Equipe, que é particular. “Acho que no primeiro momento, os alunos não escolhem porque a própria família recrimina, a sociedade julga muito. Eu tenho buscado ser um professor melhor, que inspire, que mostre que a profissão é tão boa quanto qualquer outra, que tem desafio como qualquer outra”.

Araújo foi um dos vencedores do prêmio Educador Nota 10, em 2013. “É a forma que posso retribuir tudo que educação fez por mim. Venho de família humilde. Meu pai é ex-presidiário e minha mãe era doméstica. A oportunidade que eu tive foi graças à educação”.

Carreira pouco atrativa

O estudo elaborado pelo Iede mostra que a carreira docente não atrai os alunos que têm um melhor desempenho no Pisa. A avaliação internacional da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) é aplicada a estudantes de 15 anos que fazem provas de leitura, matemática e ciências. Entre os 70 países e regiões avaliados, o Brasil ficou na 63ª posição em ciências, 59ª em leitura e 65ª em matemática. Os estudantes que disseram que pretendem ser professores obtiveram 18,6 pontos a menos da média do país em matemática, 20,1 pontos a menos em ciências e 18,5 a menos em leitura.

Dentre os países participantes do Pisa, a Alemanha é o que apresenta a maior diferença entre a nota dos alunos que esperam ser professores e a média geral do país. Aqueles que querem seguir a carreira docente obtiveram 42,9 pontos a mais em matemática, 52,5 em ciências e 59,1 em leitura.

Os países com os maiores percentuais de estudantes que querem ser professores são Argélia, onde 21,7% dos estudantes querem ser professores, e Kosovo, onde esse percentual chega a 18,3%. Nesses países, no entanto, o desempenho desses alunos não é bom, “mas é muito similar ao desempenho geral dos estudantes do país, que é baixo”, diz o estudo. Coreia e a Irlanda estão também entre os países com os maiores percentuais, respectivamente 13,8 e 12,6%. Ao contrário da Argélia e Kosovo, o desempenho dos alunos é bom, chegando, na Coreia, a ser superior à média nacional.

“O que o dado brasileiro revela é o fato que a ocupação de professor está com problemas de atratividade. As pessoas que têm notas mais altas escolhem outras profissões”, diz o professor de economia da Universidade Federal Fluminense (UFF) Fábio Waltenberg, um dos autores do estudo Ser ou não ser professor da Educação Básica? Salário esperado e outros fatores na escolha ocupacional de concluintes de licenciaturas. Segundo Waltenberg, o salário é um dos entraves para a escolha da profissão.

Equiparação salarial

Professores de escolas públicas ganham, em média, 74,8% do que ganham profissionais assalariados de outras áreas, ou seja, cerca de 25% a menos, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep)Essa porcentagem subiu desde 2012, quando era 65,2%.

Por lei, pelo Plano Nacional de Educação, esse salário deve ser equivalente ao de outros profissionais com formação equivalente até 2020.

De acordo com o diretor do Iede, Ernesto Martins Faria, três aspectos contribuem para a atratividade da profissão. “Planos de carreira para professores e educadores, ações específicas de valorização, que geram estímulo e permanência, e coesão escolar. O funcionamento da escola tem a ver com visão consistente, semelhante de gestor, coordenador pedagógico e educadores”, diz.

Segundo ele, o fato de os professores serem muitos e estarem ligados a estados e municípios, muitas vezes com orçamentos restritos, dificulta sobretudo a existência de planos de carreira atrativos. “Estamos falando da carreira de 2 milhões de professores, [não apenas o Brasil], o mundo sofre para oferecer uma carreira atrativa”.

Apesar das dificuldades, a estudante de licenciatura em ciências sociais Aniely Silva, 20 anos, não desiste do sonho de ser, assim como Castro, professora de ensino médio. Ela conta que a vontade ficou mais forte após participar das ocupações de escolas em São Paulo.

“Durante as ocupações das escolas, percebi o quanto de informação não chega para nós, que somos de periferia e de escola pública. Queria conseguir levar informação para as pessoas. Quando a informação chega como conhecimento, muda a realidade das pessoas, como mudou a minha”.

Aniely arremata: “Não escolhi a profissão pelo salário e não me desmotiva. Quero estudar muito para ser muito boa no que eu faço e lutar para melhorar a educação, por mais investimento e valorização dos professores”.

Agência Brasil

Boleto vencido acima de R$ 100 será aceito nos bancos a partir de sábado

Foto: Aloisio Mauricio /Fotoarena/Folhapress

A partir do próximo sábado (13), os consumidores poderão pagar boletos atrasados com valor igual ou superior a R$ 100 em qualquer banco. A previsão é de que após o próximo dia 27 de outubro a regra passe a valer para documentos abaixo desse valor.

A medida faz parte da nova plataforma de cobrança da Febraban (Federação Brasileira de Bancos), que começou a ser implementada no país em julho do ano passado, quando foi permitido o pagamento de boletos atrasados de valores acima de R$ 50 mil.

Em março, foi autorizada a quitação dos documentos com valores acima de R$ 800. Na terceira fase da mudança, que entrou em vigor no mês de agosto, os consumidores foram autorizados a pagar os boletos vencidos entre R$ 400 e R$ 799,99.

A previsão é de que os boletos de cartão de crédito e de doações devem estar cadastrados na plataforma até o dia 10 de novembro.

A Febraban afirma que as iniciativas dão mais segurança ao sistema de compensação de boletos por identificar tentativas de fraudes e evitar o pagamento de outro documento já quitado anteriormente.

O diretor-adjunto de Operações da Febraban, Walter de Faria, avalia que a inclusão e processamento dos boletos acima de R$ 100 no sistema permitirá a incorporação de aproximadamente 3 bilhões de documentos (75% do total emitido anualmente no Brasil).

A afirmação de Faria leva em conta que a nova plataforma permite a identificação do CPF (Cadastro de Pessoa Física) ou do CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) do pagador e facilita o rastreamento dos pagamentos.

R7