População se revolta com aumento de IPTU

Os carnês de IPTU começaram a chegar este mês e as críticas ao reajuste nos valores do imposto em Parnamirim tomaram as redes sociais.

Buscando os descontos oferecidos para pagamentos em dia dos impostos e informações sobre seus carnês e valores, vários contribuintes estiveram na porta da Secretaria Municipal de Tributação nos últimos dias.

A grande movimentação seria normal para esta época do ano se não fosse por um detalhe: uma grande parte da população encontrou uma surpresa ao checar os valores do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) para o ano de 2018, um aumento exagerado.

Humilhação sem necessidade. Primeira Dama de Parnamirim faz questão de expor as pessoas. Apelação. Isso é vontade de aparecer e não caridade.

A caridade é o gesto mais nobre e bonito que o ser humano pode praticar. Entretanto, pode se tornar em ato repugnante, abjeto é desumano, se a pessoa que a prática a faz para corromper o beneficiário ou querer tirar vantagem pessoal de bom samaritano.

Na última postagem da primeira dama de Parnamirim, Alda Leda, que é uma pessoa de bem, diga-se de passagem, podemos perceber claramente a exposição ilegal e inaceitável de crianças e idosos em situação humilhante, desumana e degradante.

As igrejas de Parnamirim, Católica e Evangélicas, sempre fizeram trabalhos caridosos e nunca precisaram expostos os beneficiários das ações, por um simples motivo, quando se faz, se faz para Deus.

Brasil perde quase 21 mil empregos formais em 2017, 3º ano seguido no vermelho, mostra Caged

O Brasil perdeu 20.832 postos de trabalho em 2017, terceiro ano seguido no vermelho apesar do início da recuperação econômica e da vigência das flexibilizações trabalhistas defendidas pelo governo para impulsionar o número de vagas.

Em dezembro, houve o fechamento líquido de 328.539 postos, apontou o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado pelo Ministério do Trabalho nesta sexta-feira. O resultado no mês veio melhor que a perda de 411 mil empregos projetada por analistas em pesquisa da Reuters, e também representou a melhor marca para dezembro, que é tradicionalmente negativo, desde 2007 (-319.414 postos).

Houve criação líquida de 2.574 vagas de trabalho intermitente no último mês do ano, sob os efeitos da reforma trabalhista. Ao propô-la, o governo do presidente Michel Temer defendeu que as flexibilizações legislativas ajudariam na retomada do emprego. No ano, esse saldo foi de 5.641 postos, considerando a vigência da reforma a partir de novembro. Apesar de seguir no campo negativo, o fechamento de vagas formais em 2017 representou forte melhoria sobre o ano anterior, quando foram encerrados 1,327 milhão de empregos, e sobre 2015, quando o saldo ficou no vermelho em 1,535 milhão de vagas, na série com ajustes.

O desempenho no ano passado foi influenciado principalmente pelo fechamento líquido de 103.968 vagas na construção civil e de 19.900 na indústria da transformação. Ficaram no azul, por outro lado, o comércio (+40.087), a agropecuária (+37.004) e o setor de serviços (+36.945). De maneira geral, o mercado de trabalho tende a responder de maneira tardia ao ciclo econômico, tanto em momentos de desaceleração quanto de recuperação.

O ministério do Trabalho trabalhava com a perspectiva de encerrar o ano próximo do zero a zero.

“Para os padrões do Caged, esta redução em 2017 é equivalente à estabilidade do nível de emprego, confirmando os bons números do mercado na maioria dos meses do ano passado e apontando para um cenário otimista neste ano que está começando”, afirmou em nota o ministro do Trabalho substituto, Helton Yomura.Nos três meses encerrados em novembro, a taxa de desemprego caiu a 12,0 por cento, segundo dados mais recentes divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mesmo patamar registrado no fim de 2016, porém refletindo ainda o aumento da informalidade.

Por Marcela Ayres

Com mais de 34 milhões de reais legalmente declarados, Deputado José Dias diz não fazer questão de salário da Assembleia Legislativa

Considerado um dos Políticos mais ricos do Brasil, com patrimônio legalmente declarado à justiça eleitoral e na declaração de imposto de renda de mais de R$ 34.000.000,00 (trinta e quatro milhões de reais) o Deputado Estadual José Dias não faz questão de receber salário da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

O fato que chama a atenção sobre o Deputado Potiguar José Dias (PSDB) na declaração de bens apresentada ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), é que seu patrimônio ultrapassa a soma de bens dos três principais candidatos ao Governo do Estado e da Presidência da República das últimas eleições nacionais.

O ofício foi protocolado pelo Gabinete do Deputado Estadual no dia de hoje (25), e encaminhado para o setor financeiro da ALRN. O Parlamentar justificou que esse gesto foi feito em solidariedade aos servidores que estão com salários atrasados pelo Governo do Estado.

Prefeito Taveira deixa Parnamirim suja e em profunda escuridão.

Moradores sofrem com problema de lixo e ruas às escuras e relatam abandono do poder público em Parnamirim.

Segundo alguns moradores que mandaram fotos e depoimentos para o site, esses problemas já foram levados ao conhecimento do setor responsável da prefeitura de Parnamirim, no entanto, até agora, nada foi feito para solucionar as problemáticas existentes no local. Uma moradora relatou que um vereador que controla os locais de coleta prometeu que mandaria retirar os resíduos depois de muito tempo passou ontem pela rua e recolheu algumas sacolinhas, mas deixou os restos para próxima semana.

Outra problemática no local é a iluminação pública, quando à noite, em todos os bairros a escuridão é enorme. Os moradores disseram ter procurado os responsáveis pelo serviço de iluminação da prefeitura, um deles informou que o problema era na fiação elétrica e outro que estava faltando lâmpada, o fato é que a reclamação foi feita antes dos festejos de final de ano, porém nada foi resolvido até o momento e a situação continua a mesma no local.

Por sinal, a iluminação pública tem sido uma das maiores reclamações da população de Parnamirim. Em diversas ruas da cidade, a escuridão tem tomado conta por falta de reparos nos postes e a manutenção na rede elétrica. Moradores têm usado as redes sociais para cobrar providências do poder público municipal diante dessa situação em que aumenta a preocupação com a questão da insegurança nesses locais às escuras, onde alguns chega a fazer meses sem passar por reparos na iluminação.

Pacote da Maldade: Parnamirim decepcionada com os Deputados Jacó Jácome e Albert Dickson.

Porque eles votaram a favor do pacote de maldades, contra a população, permitindo que o Governo retire o dinheiro dos aposentados?

Os Deputados evangélicos Jacó Jácome e Albert Dickson que tem boa base eleitoral em Parnamirim votaram para que o Governo retirasse os últimos recursos do Fundo Previdenciário.

Ao longo de décadas os servidores tiveram a contribuição previdenciária descontadas e depositadas em um Fundo de previdência, justamente para quando se aposentem o dinheiro acumulado fosse usado para pagar uma mísera pensão na sua inatividade.

Eram preciso a maioria dos votos dos deputados para derrubar esse crime contra nós servidores públicos. Porém Robinson Faria conseguiu inverter e conseguir maioria para aprovação.

O que não era esperado eram os votos de Jacó Jacome de Albert Dilson para a cota do Governo Estadual, contra o servidor público.

Ortopedista Thiago Almeida de Parelhas, fura fila e opera o primo Vereador, causando revolta em Parnamirim.

O fato aconteceu no Hospital Regional de Deoclécio Marques de Lucena de Parnamirim na última segunda feira. O Médico Ortopedista Thiago Almeida furou a fila de pacientes e operou o próprio primo, que é vereador na Cidade Parelhas, Netinho Senador.

Thiago Almeida, além de médico, foi candidato a Prefeito de Parelhas, perdeu a eleição, mas mantém lá sua base eleitoral.

Um dos populares filmou parte do tumulto, que só foi contornado com a chegada da Polícia Militar.

Existe uma fila enorme de Pacientes e o fato de ser primo do Médico não justifica a preferência da lista de Pacientes do SUS.

O correto era o Médico Dr Thiago pagar do próprio bolso a cirurgia, restituindo aos cofres públicos o valor gasto com seu primo Vereador de Parelhas.

Absurdo: Prefeito de Parnamirim contrata empresa de publicidade do filho de Agnelo Alves por quase 3 milhões de reais e corta dinheiro em saúde, educação e do salário de servidor concursado.

Por mais repugnante que seja, o Prefeito de Parnamirim, Rosano Taveira, publicou na edição do dia (12) do Diário Oficial do Município a contratação pela “bagatela” de quase 3 MILHÕES DE REAIS uma empresa de Publicidade do Filho de Agnelo Alves, RAF COMUNICAÇÃO E MARKETING.

O Prefeito informa que usará o dinheiro arrecado dos impostos do IPTU, para fazer sua propaganda através de blogs e campanhas publicitárias.

É vergonhoso termos que engolir esse exorbitante gasto para promoção pessoal do Prefeito, enquanto temos a Escola Municipal Limírio Cardoso D’Ávila totalmente destruída, outras caindo aos pedaços, gratificações suspensas para servidores concursados e falta de medicamentos dos postos de saúde.

O Ministério Público precisa tomar providências moralizantes para forçar a o Prefeito a priorizar, diante dessa crise, a saúde e a Educação de Parnamirim.

Estamos vivendo um momento de dificuldades na economia e diminuição da arrecadação pública. Todos precisam economizar e definir as prioridades nos gastos e despesas. Não é o caso da Prefeitura de Parnamirim que a cada ano gasta mais em publicidade e investe em promoção pessoal.

O artigo 37, parágrafo 1º, da Constituição Federal, estabelece que a publicidade dos atos, programas, obras, serviços e campanhas dos órgãos públicos deverá ter caráter educativo, informativo ou de orientação social. Não a autopromoção.

SEMPRE AO LADO DO POVO. DEPUTADO CARLOS AUGUSTO FICA DO LADO DO POVO E VOTA CONTRA O PACOTE DE MALDADES DO GOVERNADOR

O Deputado de Parnamirim, Carlos Augusto, foi destaque na imprensa do Estado ao se posicionar contra as medidas de ajuste fiscal promovidas pelo Governador do Estado, Robinson Faria.

Carlos Augusto votou contra o pacote de medidas que prejudicariam os servidores públicos do Rio Grande do Norte.

O Deputado alegou que os pequenos servidores não podem pagar a conta da crise do Estado, já que há anos não recebem sequer o mínimo aumento salarial.

A posição do Deputado deixou muita gente orgulhosa de seu posicionamento em favor do povo Potiguar.

Na próxima terça feira todos nós servidores públicos estamos convocados para mobilização em frente à Assembleia Legislativa para lutarmos contra qualquer aprovação que atinja o servidor público.

CRUEL E DESUMANO: PREFEITO DE PARNAMIRIM ROSANO TAVEIRA CORTA PARTE DE SALÁRIO DE MÃES E PAIS DE FAMÍLIA SERVIDORES CONCURSADOS

CARTA ABERTA AOS CIDADÃOS, SENHORES VEREADORES E SOCIEDADE EM GERAL DE PARNAMIRIM/RN.

O prefeito Sr. Rosano Taveira, o mesmo que faz discurso de que paga os servidores em dia e sem crise e ainda lança calendário de pagamento, hoje acaba de reduzir 2/3 do salário de diversos servidores concursados, sem justificativa nenhuma.

Hoje, 11 de janeiro de 2018, foi publicada no Diário Oficial do Município a redução de 2/3 do salário dos profissionais nutricionistas, assistentes sociais, psicólogos, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, profissionais estes que atendem os cidadãos na UPA de Nova Esperança e na Maternidade Divino Amor.

De forma injusta e contra a Lei 1471 (03/12/2009), o prefeito retirou a gratificação de urgência e emergência de categorias que fazem jus, mantendo para médicos, farmacêuticos, enfermeiros, bioquímicos e odontólogos lotados nas mesmas unidades (UPA e maternidade Divino Amor).

Tal atitude do prefeito, além de ilegal, pois fere a Lei supracitada, é uma atitude preconceituosa contra as categorias de nutricionistas, assistentes sociais, psicólogos, fonoaudiólogos e terapeutas ocupacionais, pois trabalham nas mesmas lotações dos demais beneficiados e lidam com os mesmos pacientes e no mesmo regime de plantão.

Rosano Taveira inferioriza, desvaloriza e desqualifica o trabalho destes profissionais, servidores estes aprovados no concurso do edital de 2003 e 2011, retirando a maior parte do sustento dessas dezenas de servidores, que há anos recebiam um salário e a partir de agora receberão o valor próximo a um salário mínimo.

O prefeito fere a Lei 1471/2009 que dá o mesmo direito a todos os profissionais de ensino superior que trabalham nas unidades de urgência e emergência, subalternizando os profissionais prejudicados. Eis a grande arbitrariedade de Rosano Taveira, pois de forma abusiva, desonesta e sem justificativa condena os servidores que acordaram hoje sem forças para trabalhar e dar o melhor pela saúde dos cidadãos de Parnamirim. Servidores competentes, trabalhadores justos, honestos e cumpridores dos seus deveres, profissionais que não são detentores de privilégios na administração pública municipal, não usurpam os cofres públicos, não desrespeitam as leis e não cometem infração alguma.

Desumano! Esse é o nome para essa medida arbitrária que o prefeito Rosano Taveira tomou no dia hoje. As categorias sequer foram ouvidas, foram pegas de surpresa na surdina, sendo ferida cruelmente em seus direitos.

Gestão participativa e democrática Sr. Prefeito se faz com diálogo aberto. Seus assessores e secretários falam em seu nome, e dessa maneira, reproduzem um discurso que está contrário ao lema de sua gestão.