PF apura atos de corrupção de servidora do INCRA no RN

A Polícia Federal deflagrou hoje, 28/08, em Natal e Parnamirim, na região metropolitana a operação UNLOCK objetivando apurar atos de corrupção ativa e passiva atribuído a uma servidora do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) no Rio Grande do Norte.

Cerca de 14 policiais cumpriram três mandados judiciais de busca e apreensão e uma medida cautelar de afastamento de função pública. As diligências buscam reunir provas dos crimes investigados e evitar a continuidade dos atos de corrupção.

Iniciadas há 8 meses, as investigações partiram de informações que davam conta de que uma funcionária do INCRA estaria cobrando valores de assentados para realizar a regularização de seus cadastros junto ao Sistema de Informações de Projetos de Reforma Agrária (SIPRA).

Diante da gravidade dos fatos, a Justiça Federal/RN acolheu a representação policial e, além das medidas de busca e apreensão, determinou o afastamento daquela funcionária.

Ainda durante o decorrer dos levantamentos restou evidenciado que a envolvida efetivamente cobrava quantias que variavam de R$ 200,00 a 1,5 mil de cada assentado para realizar a liberação destes no referido sistema, sendo identificadas, até a data de hoje, pelo menos oito condutas de corrupção ativa e passiva.

O nome da operação se refere ao indevido ato de desbloqueio no sistema do INCRA perpetrado pela servidora investigada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s