Propina em contratos de iluminação em Parnamirim passou recibo

Resultado de imagem para propina

A Promotoria de Defesa do Patrimônio Público revelou em entrevista coletiva nesta segunda-feira que as propinas que mobilizaram a Operação Curto Circuito passaram recibo.

Entre as provas que levaram o Judiciário a autorizar a busca, apreensão e prisão estão comprovantes de transação bancária, um elemento de difícil contestação.

Completam o conjunto probatório interceptações telefônicas e colaborações premiadas feitas dentro da Operação Cidade Luz.

Para a Promotoria, os alvos da ação em Parnamirim, de certa forma, confiavam na impunidade, isso porque até janeiro deste ano, mesmo após Caicó e Natal já terem sido alvo de operações, licitações ainda continuavam em andamento com características de fraudes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s