A queda de braço pelo comando do PRB no RN

Resultado de imagem para queda de braço

A direção nacional do PRB anunciou que vai manter Abraão Lincoln comando indireto do partido no Rio Grande do Norte. Pelo menos, por enquanto. Após a filiação do empresário Flávio Rocha, a coisa poderá mudar de figura. Flávio quer que a sigla seja comandado no RN pelos expoentes do empresariado. O CEO da Alesat, Marcelo Alecrim, é cotado para assumir o comando da legenda.

A direção do PRB nacional nega. Diz que vai continuar como está. Inclusive, distribuiu uma nota.

Anúncios

Devido excluir Rosalba da reeleição em 2014, Agripino perde apoio da prefeita de Mossoró em 2018

Rosalba Ciarlini (PP) não irá participar da campanha de José Agripino (DEM), que tenta renovar mais um mandato para o Senado Federal

Informações de bastidores dão conta de que a prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini (PP), não irá participar da campanha de José Agripino (DEM), que tenta renovar o mandato no Senado Federal.

Segundo informações obtidas pelo jornal Agora RN, pesa contra o senador democrata a retirada do suporte do Democrata para a campanha de reeleição ao Estado de Rosalba Ciarlini, em 2014, algo visto por ela como traição. Sem apoio, ela se viu impossibilitada de participar da disputa.

A medida serviu para a atual prefeita de Mossoró trocar o DEM pelo PP.

Como retaliação, ainda em 2014, Rosalba trabalhou – nos bastidores – para fortalecer a campanha de Robinson Faria na região Oeste do Rio Grande do Norte. A atuação dela foi um dos pontos de virada da disputa daquela eleição, e determinou a derrota do então candidato Henrique Alves (PMDB), que tinha o apoio do senador José Agripino.

Hoje, são fortes os rumores de que Rosalba Ciarlini e o marido dela, Carlos Augusto Rosado, irão trabalhar pela derrota de José Agripino nas eleições deste ano.

 

PORTAL AGORA RN

‘Talvez custe vidas’: comunicado interno de estratégias do Facebook vaza e constrange empresa

Logo do Facebook

Um comunicado interno do Facebook veio à publico inadvertidamente e causou constrangimento para a rede social. O documento afirma ser uma “verdade inconveniente” que tudo que a empresa fez para crescer foi justificado.

O memorando escrito em 18 de junho de 2016 pelo executivo Andrew Bosworth e revelado pelo site Buzzfeed afirma que isso se aplicaria mesmo a situações em que pessoas poderiam morrer como resultado de bullying ou terrorismo.

Tanto seu autor quanto o presidente da companhia, Mark Zuckerberg, negaram de fato crer nisso, mas o vazamento pode minar os esforços do Facebook para conter outro escândalo.

O Facebook está sob intenso escrutínio público desde que reconheceu ter recebido relatórios de que uma consultoria política, a Cambridge Analytica, não havia destruído os dados coletados de cerca de 50 milhões de usuários há alguns anos.

‘Verdade inconveniente’

No memorando, Boswroth escreveu:

“É um fato que nós conectamos mais pessoas. Isso pode ser ruim se usuários transformarem o conteúdo em algo com efeito negativo. Talvez custe uma vida ao expor alguém a bullying. Talvez alguém morra em um ataque terrorista coordenado com nossas ferramentas.

E, ainda assim, nós seguimos conectando pessoas. A verdade inconveniente é que acreditamos tanto em conectar pessoas que qualquer coisa que nos permita conectar mais pessoas é tida como algo positivo em si. É talvez a única área em que as métricas contam a verdadeira história até onde sabemos.

[…]

É por isso que todo o trabalho que fazemos para crescer é justificado. Todas as práticas questionáveis para obter contatos. Toda a linguagem sutil que ajuda a fazer com que as pessoas apareçam nos resultados de buscas de amigos. Todo o trabalho que temos para gerar mais comunicação. Todo o trabalho que teremos que fazer na China um dia. Tudo isso.”

Provocação

Bosworth, que foi um dos inventores do o feed de notícias do Facebook, ocupou cargos de alto escalão na empresa desde 2006 e está atualmente à frente de seu esforços em realidade virtual.

O executivo tuitou que “não concordava” com o teor do texto quando o compartilhou, mas que o enviou para os funcionários da empresa para “fazer uma provocação”.

“Debater assuntos difíceis como esse é uma parte crítica de nosso processo, e, para fazer isso de forma eficiente, temos de ser capazes de levar em conta até mesmo as ideias ruins”, disse ele.

Zuckerberg fez uma declaração sobre o assunto: “Boz é um líder talentoso que diz muitas coisas provocadoras. Esse foi um caso em que a maioria das pessoas, inclusive eu, discordamos veementemente. Nunca acreditamos que os fins justificam os meios”.

Uma reportagem do site The Verge revelou que dezenas de funcionários do Facebook usaram ferramentas de comunicação internas para expressar preocupação de que esse material poderia ter sido vazado para a imprensa.

Práticas questionáveis

Rory Cellan-Jones, repórter de tecnologia da BBC News, afirma que o que mais chamou sua atenção no memorando foi a frase sobre “todas as práticas questionáveis para obter contatos”.

“Quando baixei meus dados do Facebook, fiquei assustado com a quantidade de números de telefone dos meus contatos que estavam ali. Mas a atitude da empresa fazia parecer que isso era normal e que cabia aos usuários desativar essa função se não gostassem disso”, escreveu o jornalista.

“O que sabemos é que, em 2016, um executivo sênior pensou que esse tipo de coleta de dados era questionável. Então, porque só agora a companhia está debatendo esta e outras práticas duvidosas. Até agora, não houve muitos vazamentos do Facebook. Talvez teremos em breve mais informações de pessoas de dentro da empresa conforme esse negócio ainda em sua adolescência tenda a crescer e lidar com sua verdadeira natureza.”

O vazamento ocorre em um momento em que o Facebook busca reagir às preocupações do público e de investidores com a forma como a rede social é administrada. Suas ações caíram 14% desde que o escândalo da Cambridge Analytica começou, e diversos nomes de peso no mundo começaram a fazer campanha para que as pessoas saiam da rede social.

Mudanças

A companhia anunciou na última quinta-feira que começou a fazer a checagem de fotos e vídeos publicados na França e que expandirá essa prática para outros países em breve.

Também divulgou ter desenvolvido uma nova ferramenta para investigar perfis falsos e conter atividades que possam ser danosas a processos eleitorais. A rede diz também ter iniciado a construção de um arquivo público que possibilitará que jornalistas e outras pessoas investiguem propaganda política publicada em sua plataforma.

A rede social já havia anunciado uma mudança em suas configurações de privacidade e dito que restringiria o volume de dados que troca com outros negócios que coletam informações para anunciantes.

A mais recente controvérsia deve dar, no entanto, ainda mais munição aos críticos do Facebook.

A emissora televisiva americana CNN disse nesta semana que Zuckerberg decidiu testemunhar perante o Congresso americano “daqui a algumas semanas” após se recusar a fazer o mesmo no Parlamento britânico. No entanto, a BBC não conseguiu confirmar se ele de fato deporá em Washington.

 

POR BBC BRASIL

Na véspera do dia D para Lula, mil procuradores e juízes vão ao STF por prisão em 2ª instância

 

Membros do Ministério Público e da magistratura de todo o País vão entregar um super abaixo-assinado pela prisão em 2ª instância aos onze ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), nesta segunda-feira, 2, na antevéspera do julgamento do habeas corpus preventivo do ex-presidente Lula, condenado a 12 anos e um mês no caso triplex. Na quarta-feira, 4, os ministros analisam o mérito do pedido do petista para aguardar em liberdade os recursos contra a condenação na Operação Lava Jato.

Até as 23h30 desta sexta-feira, 30, mais de mil promotores, procuradores e juízes de todo o País já haviam assinado a nota técnica. Esta é a maior ofensiva dos membros do Ministério Público e do Judiciário pela prisão em 2ª instância.

Já subscreveram o manifesto o coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato, no Paraná, procurador Deltan Dallagnol, as procuradoras da Lava Jato, em São Paulo, Thaméa Danelon e Anamara Osorio, a procuradora regional da República, Ana Paula Mantovani, o promotor de Justiça, em Brasília, Renato Varalda, além dos procuradores-gerais de Justiça de Goiás (Benedito Torres), do Alagoas (Alfredo Mendonça) e do Rio (Eduardo Gussem) e, ainda, o procurador do Ministério Público do Tribunal de Contas de União, Julio Cesar Marcelo de Oliveira.

“Nada justifica que o STF revise o que vem decidindo no sentido de que juridicamente adequado à Constituição da República o início do cumprimento da sanção penal a partir da decisão condenatória de 2ª instância. A mudança da jurisprudência, nesse caso, implicará a liberação de inúmeros condenados, seja por crimes de corrupção, seja por delitos violentos, tais como estupro, roubo, homicídio etc”, afirma o abaixo assinado.

Em 24 de janeiro, Lula foi condenado por corrupção e lavagem de dinheiro pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). Na segunda-feira, 26, a Corte de apelação da Lava Jato rejeitou o embargo de declaração do ex-presidente. Pelo entendimento firmado pelo Supremo em 2016, Lula poderia ser preso após a condenação em 2ª instância.

Contra o petista ainda não foi expedido um mandado de prisão, pois o Supremo concedeu-lhe um salvo-conduto até o julgamento final de seu habeas corpus.

ESTADÃO CONTEÚDO

Facebook retira do ar páginas de apoiadores de Bolsonaro

Pelo menos duas páginas no Facebook de apoiadores do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL-RJ) saíram do ar esta semana.

Resultado de imagem para facebook e bolsonaro

Uma delas, a “Jair Bolsonaro presidente 2018”, tinha 845.610 seguidores. A outra, “Jair Bolsonaro presidente 2.0”, contava com 71.445.

A Coluna acessou essas duas páginas na última segunda-feira. Nesta sexta, no entanto, a mensagem que aparece é “Esta Página não está disponível” e que “O link que você seguiu pode estar quebrado ou a página pode ter sido removida”.

Segundo o professor Pablo Ortellado, da USP, “as páginas eram usadas para disseminar o ecossistema de sites de notícias ultra-engajadas do Bolsonaro, como AconteceuAi, HojeNoticias e PlantaoNews”.

Procurado, o Facebook não comentou o assunto. A assessoria de Bolsonaro também não se manifestou.

ESTADÃO CONTEÚDO

Câmara de Parnamirim homenageia 18 mulheres com entrega da comenda Eva Lúcia

A imagem pode conter: 6 pessoas, terno
A Câmara Municipal de Parnamirim realizou, na noite desta quarta-feira (28), uma sessão solene para homenagear 18 mulheres com atuação de destaque em diversas áreas no município. As homenageadas receberam a ‘Comenda professora Eva Lúcia’. A solenidade marcou o encerramento das comemorações alusivas ao mês da mulher.
A sessão foi aberta pelo presidente da Câmara, vereador Irani Guedes. Ele iniciou seu discurso ressaltando o aumento no número de mulheres homenageadas, que passou de 10 para 18 este ano. “Fizemos questão de aumentar o número de homenageadas e possibilitar a cada um dos 18 vereadores indicarem uma agraciada que contribui com a relevância em sua respectiva área em Parnamirim”,  falou.
 A presidente da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos das Mulheres da Câmara, vereadora Fativan Alves, falou em nome de todos os vereadores e destacou a importância da solenidade. “É um momento muito especial, onde nós mulheres estamos homenageando e, ao mesmo tempo, recebendo homenagens. Esta casa está de parabéns por essa iniciativa tão nobre e justa em agraciar essas 18 mulheres”, frisou.
Representando a família da professora Eva Lúcia (In memoriam) – homenageada que dá nome a Comenda –  Maria da Conceição, falou em nome dos familiares e agradeceu a Câmara pela homenagem. “Pra mim e pra toda nossa família é motivo de muita honra ser lembrado por esta casa, através da história da minha irmã. Agradeço a todos por essa linda e merecida homenagem”, disse.
Confira as homenageadas:
 A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé
Iranilda Santana de Oliveira – “Deusa do Forró” (Homenageada pela vereadora Fativan Alves)
 A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e terno
Maria Pinheiro de Lima (Homenageada pelo vereador Paulão Junior)
 A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas sentadas e pessoas em pé
Aurizete Xavier (Homenageada pelo vereador Irani Guedes)
 A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e terno
Jaqueline Batista de França (Homenageada pelo vereador Betinho da Mala)
 A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé
Wilma Farkat (Homenageada pela vereadora Vandilma Oliveira)
 A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e óculos
Célia Maria Fernandes (Homenageada pelo vereador Jeová Alves)
 A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé
Mônica Vilas Boas (Homenageada pela vereadora Kátia Pires)
 A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé
Luciene Lima (Homenageada pela vereadora Rhalessa Freire)
 A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas sentadas, pessoas em pé e terno
Berenice Veras(Homenageada pelo vereador Binho de Ambrósio)
Maria do Socorro Cabral (Homenageada pelo vereador Pastor Alex)
 A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e terno
Célia Maria Bezerra (Homenageada pelo vereador Ítalo Siqueira)
 A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e pessoas sentadas
Daniela Marta Corra (Homenageada pelo vereador Thiago Cartaxo)
 A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas sentadas
Francisca Alves Henrique (Homenageada pelo vereador Abidene Salustiano)
 A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sorrindo
Alda Lêda Taveira (Homenageada pelo vereador Rogério Santiago)
 A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo
Márcia Moreira (Homenageada pela vereadora Ana Michele)
 A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo, telefone
Raimunda de Araújo Lopes (Homenageada pelo vereador Manuel Diniz)
 A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé
Tânia Negócio (Homenageada pelo vereador Gustavo Negócio)
 A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé
Severina Ramos (Homenageada pela vereadora professora Nilda)

Eleitores do RN têm até 9 de maio para fazer cadastro de biometria

Todos os municípios potiguares passaram pelo serviço de revisão biométrica e terão uso da biometria nas eleições de 2018 e só poderá votar quem cadastrou a digital na biometria do Tribunal Regional Eleitoral.

As 19 cidades que participaram da última etapa tiveram atendimento encerrado ontem (27). Mesmo assim, os eleitores que não fizeram a revisão podem se regularizar até o dia 9 de maio.

A biometria ordinária, que também é o cadastro da digital, está disponível para os eleitores na zona eleitoral do seu município até o dia 9 de maio. Essa também é a data limite pra quem quer tirar o seu título, alterar dados cadastrais, ou transferirem domicílio eleitoral.

O dia 9 de maio ainda é a data-limite para que o eleitor com deficiência ou mobilidade reduzida solicite sua transferência para uma seção eleitoral com acessibilidade.

Carnatal anuncia nova data para evento deste ano

Carnatal de 2018 será entre os dias 13 e 16 de dezembro. A data foi anunciada nessa quarta-feira (28) pelas redes sociais do evento. Inicialmente, a data prevista para a folia era entre os dias 6 e 9 de dezembro.

Na publicação, o Carnatal destacou que a festa “integra o grupo de Grandes Eventos nacionais que ajustaram suas datas para melhor adequação da agenda das atrações, patrocinadores e melhor experiência dos foliões”

Assembleia Legislativa entrega 50 viaturas policiais que vão beneficiar todas as regiões do RN

Segurança Pública do Rio Grande do Norte ganhará reforço com a doação de 50 novas viaturas policiais pela Assembleia Legislativa. A entrega acontece na próxima terça-feira (3), em Brasília Teimosa, e vai beneficiar todas as regiões do Estado. De acordo com o presidente da Casa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), essa é mais uma ação concreta do Legislativo Estadual objetivando a diminuição dos índices locais de violência.

“A Assembleia Legislativa foi além do seu dever de legislar e transformou economias com o seu custeio em benefícios para a população norte-rio-grandense. Demos a nossa colaboração para a Saúde, com 85 ambulâncias, e agora faremos o mesmo pela Segurança, com as 50 viaturas. No total, serão 135 veículos a serviço dos potiguares”, explica Ezequiel Ferreira.

Depois de completar a doação das ambulâncias a municípios do interior do Rio Grande do Norte, as 50 viaturas serão entregues ao Sistema Estadual de Segurança Pública, beneficiando o Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP), Corpo de Bombeiros, Polícia Militar (PM), Polícia Civil e o Sistema Penitenciário. O investimento da Assembleia foi na ordem de R$ 5 milhões e a compra realizada com recursos próprios.

O evento irá contar com a presença dos 24 deputados estaduais, que colaboraram com a aquisição e entrega dos veículos. “Todos os parlamentares fizeram a sua parte, convergindo no mesmo pensamento de reduzir custos para viabilizar benefícios”, destaca o presidente da Assembleia.

Conselho de Ética abre ação contra Jean Wyllys por apologia às drogas e ‘perversão sexual’

Além de Wyllys, processos por quebra de decoro parlamentar foram protocolados pelo PR contra Érika Kokay e Ivan Valente e sugerem a perda dos mandatos dos deputados

O Conselho de Ética da Câmara instaurou na terça-feira (27), os processos por quebra de decoro parlamentar contra os deputados Jean Wyllys (PSOL-RJ), Ivan Valente (PSOL-SP) e Érika Kokay (PT-DF). Todas as representações foram protocoladas pelo PR, com o apoio do deputado da bancada da bala Laerte Bessa (PR-DF), e sugerem a perda dos mandatos.

Apesar de não haver o quórum mínimo de 11 presentes na sessão, foi possível fazer o sorteio dos deputados aptos a relatar os casos. O sorteio marca o início da tramitação dos processos disciplinares no colegiado, que podem durar até 90 dias úteis.

Wyllys é acusado pelo PR de apologia às drogas e “perversão sexual” por ter declarado em entrevista que se o mundo acabasse, aproveitaria para consumir todas as drogas ilícitas e para fazer sexo com todos que desejasse. Para esse caso foram sorteados Sandro Alex (PSD-PR), Izalci Lucas (PSDB-DF) e Pompeo de Mattos (PDT-RS).

Já Ivan Valente é acusado de calúnia, injúria e difamação por ter feito um discurso no plenário onde insinuou que parlamentares receberam dinheiro público para salvar o mandato do presidente Michel Temer duas vezes. O presidente do colegiado, Elmar Nascimento (DEM-BA), poderá escolher como relator Pompeo de Mattos, Leo de Brito (PT-AC) ou Adilton Sachetti (PRB-MT).

Contra a deputada petista, pesa a acusação de injúria e difamação por ter feito um discurso no plenário contra Temer onde o chamou de “criminoso confesso” e “bandido”. Nascimento vai conversar com os deputados sorteados Cabuçu Borges (MDB-AP), Carlos Bezerra (MDB-MT) e Sachetti para decidir qual dos três vai relatar o caso.

O colegiado não costuma punir os parlamentares por discursos ou declarações públicas, já que parlamentares têm constitucionalmente “imunidade” de fala e expressão de opinião. Nos casos mais recentes, os processos disciplinares foram arquivados.

Marielle

Na semana passada, o PSOL protocolou uma representação contra o deputado Alberto Fraga (DEM-DF) onde pede a cassação do mandato parlamentar por abuso de prerrogativas asseguradas aos membros do Congresso Nacional. Passada uma semana do protocolo, a representação ainda não foi encaminhada pela Mesa Diretora ao conselho.

O partido acusa o parlamentar de quebra de decoro por ter divulgado informações falsas sobre a vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ), executada na capital fluminense. Na sexta-feira, 16/3, Fraga publicou no Twitter um comentário onde apontou a suposta relação entre Marielle e uma organização criminosa.

“Conheçam o novo mito da esquerda, Marielle Franco. Engravidou aos 16 anos, ex-esposa de Marcinho VP, usuária de maconha, defensora da facção rival e eleita pelo Comando Vermelho, exonerou recentemente seis funcionários, mas quem a matou foi a PM”, escreveu. A postagem foi removida de seu perfil no domingo, 18, após protestos dos internautas.

 

 

Fonte: Correio Braziliense